São Paulo - No dia 1º de março a cidade do Rio de Janeiro comemora 447 anos. A capital fluminense, que já foi capital do Brasil e moradia da família real, abriga muito da história em sua arquitetura.

Conheça alguns dos belíssimos palácios existentes na cidade.

Palácio Guanabara

Localiza-se na Rua Pinheiro Machado (antiga Rua Guanabara), no bairro de Laranjeiras. Sua construção foi iniciada pelo português José Machado Coelho em 1853, tendo sido utilizado como residência particular até a década de 1860. Reformado, tornou-se a residência da Princesa Isabel e seu esposo, o Conde d'Eu, sendo conhecido a partir de então como Palácio Isabel.

Pertenceu aos príncipes até à proclamação da República (1889), quando foi confiscado pelo governo militar e transferido ao patrimônio da União. Atualmente é utilizado como sede do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Palácio Laranjeiras

Antiga residência da Família Guinle, foi construído entre 1909 e 1913. Após a morte de Eduardo Guinle em 1941, a família começou a negociar a propriedade com o governo da União e em 1947 o Presidente Dutra concluiu as negociações adquirindo somente o palacete para destiná-lo a hospedar visitantes ilustres e chefes de estado em visita ao Brasil.

O Palácio Laranjeiras é a atual sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Localiza-se no bairro de Laranjeiras na capital fluminense, há dois quarteirões do Palácio Guanabara.

Palácio da Ilha Fiscal

O prédio, que ocupa 1.000 metros quadrados da ilha de Guanabara, foi projetado em 1881, em estilo neo-gótico, pelo engenheiro Adolfo del Vecchio e foi inaugurado em 27 de abril de 1889. O gracioso palácio foi destinado para quartel da guarda de fiscalização do porto e tornou-se famoso por ter abrigado o último baile do Brasil Imperial.

Dentre as principais atrações do palácio, que desde 1914 está sob a tutela da Marinha e desde 1995, aberto à visitação pública, estão o Torreão e a Ala do Cerimonial, bem como as exposições permanentes A História da Ilha Fiscal, A Contribuição Social da Marinha e A Contribuição Científica da Marinha.

Palácio Tiradentes

O Palácio Tiradentes foi o antigo prédio do Congresso Nacional brasileiro, entre 1926 e 1960, e é a atual sede da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. O primeiro edifício construído ali, em 1640, era um parlamento imperial, que possuía no seu piso inferior uma cadeia chamada de "Cadeia Velha", onde eram abrigados os presos do período colonial e onde também esteve preso, por três anos, o inconfidente Joaquim José da Silva Xavier (o Tiradentes), enquanto aguardava a execução na forca, o que viria a acontecer no dia 21 de abril de 1792.

Em 1922, o prédio do parlamento imperial foi demolido e deu lugar ao Palácio Tiradentes, edifício monumental projetado em Estilo Eclético por Archimedes Memoria e Francisco Cuchet inaugurado em maio de 1926, que homenageia o alferes Tiradentes, e que hoje oferece aos visitantes uma exposição multimídia permanente, intitulada: Palácio Tiradentes: lugar de memória do Poder Legislativo.

Tópicos: Rio de Janeiro, Cidades brasileiras, Metrópoles globais, Viagens pessoais, Viagens