São Paulo – O diretor Tim Burton concedeu uma entrevista coletiva nesta quarta-feira, (10), no Museu da Imagem e do Som (MIS) em São Paulo. Ele veio ao Brasil para falar sobre a exposição O Mundo de Tim Burton, que reúne mais de 500 itens do cineasta, desde seus primeiros desenhos até os bonecos de seus últimos filmes.

Tímido, porém entusiasmado, Burton elogiou o modelo de apresentação da mostra no MIS, que é a primeira na América Latina. “O cunho artístico que eles colocaram na montagem é incrível. É como se fosse uma casa maluca com um parque de diversões”, disse. “Vou pedir que o escorregador (que faz parte da mostra) esteja em todas as exposições de agora em diante.”

Voltada mais para o processo artístico de Burton na criação de histórias, a exposição revela os primeiros desenhos do cineasta, os bonecos de seus filmes em stop-motion e alguns storyboards com as primeiras imagens de algumas de suas animações.

São tantos objetos expostos que é de se surpreender que o diretor tenha guardado tudo isso em seus mais de 25 anos de carreira. De acordo com Burton, os itens da mostra nunca foram feitos para serem vistos.

Aliás, se engana quem acha que ele conservou tudo como uma forma de mostrar sua trajetória. “Eu não me considero um ótimo artista ou diretor”, disse o cineasta. “Eu acho que o que tem de melhor na exposição é que ela pode inspirar as pessoas a desenvolverem seu lado artístico”, explica.

Carnaval e Brasil

Há poucos dias no país, Burton protagonizou cenas engraçadas no Carnaval do Rio de Janeiro -- ele foi visto abraçando fãs e tirando selfies com várias pessoas nos camarotes da Sapucaí.

De acordo com o diretor, o Carnaval foi uma das melhores experiências de sua vida. “Me sinto mais em casa aqui do que no meu país [Estados Unidos]. Aqui as pessoas se expressam mais. E olha que só estou aqui há dois dias”, disse animado.

Ainda sobre o Brasil, o diretor de O Estranho Mundo de Jack disse que tem curiosidade de conhecer o cineasta brasileiro Zé do Caixão. “Ele faz filmes grotescos e eu gosto disso, pois é o tipo de filme que eu faço”, revelou.

Filmes de super-herói

Tim Burton dirigiu o primeiro filme da franquia Batman, em 1989. Desde então, a onda de longas de super-heróis não parou mais. Só neste ano serão lançados nove filmes com a temática. Assim, não é exagero dizer que o Batman do diretor teve um impacto monumental sobre a indústria do cinema.

Ele contou que quando fez Batman sentiu um certo nervosismo devido à pressão dos estúdios. Segundo o cineasta, esse sentimento estava presente, pois “antes desse filme, os filmes de super-heróis eram mais leves e eu estava explorando um novo território, mais pesado”.

Ao ser questionado se faria outro longa-metragem com super-heróis, Burton foi enfático. “Acho que não tem mais super-heróis para eu fazer um filme. Fico surpreso que esta indústria ainda esteja em crescimento. Mas, talvez eu faça o Stainboy (menino mancha).”

Atrizes e atores

Conhecido por utilizar quase sempre os mesmos atores em seus filmes, Burton disse que escolhe um artista de acordo com sua capacidade de se transformar. "Gosto de trabalhar com Johnny Depp, por exemplo, pois ele muda rapidamente e consegue encarnar um personagem", explica.

Além de Depp, atrizes como Winona Ryder e Helena Bonham Carter (que também foi sua esposa até 2014) fazem parte da maior parte dos elencos de seus filmes.

Quando questionado qual era sua opinião sobre o fato de as atrizes receberem menos por seus papeis o cineasta se mostrou surpreso. "É um dos mistérios da vida para mim. Eu não tenho resposta para essa pergunta, pois ela não faz sentido. As mulheres deveriam receber o mesmo que os homens."

O que vem por aí

Burton está atualmente dirigindo o filme O Orfanato da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares e pós-produzindo Alice Através do Espelho. Além disso, disse que não sabe quando fará outro filme.

O diretor desmentiu que está filmando a sequência do clássico cult Os Fantasmas Se Divertem. “Eu li por aí que eu até já fiz o filme!”, se diverte Burton.

Recentemente, a atriz Winona Ryder e o ator Michael Keaton, que fez o papel do protagonista Beettlejuice no longa, confirmaram que o cineasta faria o filme. “Parece que ele está envolvido (na produção)”, Keaton disse a MTV. “Nós conversamos e enviamos e-mails, e se ele está envolvido, vai ser difícil também não estar.”

De acordo com Burton, ele se encontrou com o ator meses atrás após 20 anos sem se verem. Porém, o cineasta disse que ainda não existe nada concreto sobre o filme. “O Beetlejuice é um personagem especial para mim. Se eu fizer um longa com ele, ele deverá ser feito do jeito certo”, finalizou.

Tópicos: Cinema, Setores, Arte, Entretenimento, Exposições, Filmes