São Paulo - A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou nota contraindicando o uso do medicamento Victoza para emagrecimento. Aprovado para o tratamento de diabetes tipo 2, o remédio apresenta "elevado risco sanitário para a saúde da população" se utilizado para outro fim.

Entre os efeitos colaterais associados à droga estão a ocorrência de hipoglicemia, dores de cabeça, náusea e diarréia. Pancreatite, desidratação e alteração da função renal e distúrbios da tireóide, como nódulos e casos de urticária, completam a lista de outros riscos. Segundo a Anvisa, ainda estão feitos testes para confirmar a segurança cardiovascular da liraglutida, substância ativa do medicamento.

Administrado em injeções diárias, o Victoza atua no cérebro, diminuindo a fome, e no estômago, promovendo a sensação de saciedade. Com doses mensais que chegam a 500 reais, o medicamento vem sendo receitado para pacientes que procuram perder peso.

Tópicos: Anvisa, Saúde no Brasil, Boa forma, Saúde e boa forma, Remédios, Saúde