São Paulo – O que era para ser uma homenagem ao povo negro em um desfile de moda se transformou em polêmica, com direito a acusação de racismo, nas redes sociais. A coleção criada por Ronaldo Fraga, mostrada no segundo dia da São Paulo Fashion Week, levou modelos (brancas e negras) ornadas com palha de aço na cabeça, em uma representação do que é comumente chamado de cabelo “ruim” ou “cabelo Bom Bril”.

O estilista e o maquiador Marcos Costa, que tiveram a ideia, desejavam mostrar que os fios crespos não precisam ser alisados para serem bonitos. Mas a interpretação de muita gente não foi essa. Tanto que, diante das críticas, Costa se manifestou em sua página no Facebook. “Nunca foi minha intenção ou de Ronaldo Fraga ofender ou discriminar quem quer que seja. A ideia para o look do desfile era ressaltar a beleza de cabelos que podem ser moldados como esculturas, não importando o fato de serem crespos”, afirmou.

Ele disse ainda que, em sua carreira, nunca mostrou ser preconceituoso. Ao contrário, fez diversos ensaios com modelos afrodescendentes. A página feminista “Moça, você é machista” na rede social foi uma das que se voltaram contra a produção. Em um post, foi dito que, em vez de usar Bom Bril, eles deveriam ter colocado modelos negras com “seus lindos cabelos”.

Além disso, as responsáveis pela página declararam que “colocar palha de aço na cabeça de um monte de mulher é humilhação. O cabelo afro não é problema pra muita gente, mas para muitas outras pessoas ainda é! É uma questão de identidade muito forte”.

Apesar das acusações, a equipe do desfile também teve defensores. Um deles foi o ator Alexandre Nero, que, em seu perfil no Twitter, afirmou “agora o gado acusa Ronaldo Fraga de racismo. Por causa de palha de aço eles ignoram o passado e a obra do cara. Ah, para que eu quero descer”.

Leia abaixo o pedido de desculpas de Marcos Costa na íntegra.

“Nunca foi minha intenção ou de Ronaldo Fraga ofender ou discriminar quem quer que seja. A ideia para o look do desfile era ressaltar a beleza de cabelos que podem ser moldados como esculturas, não importando o fato de serem crespos. Depois de testarmos alguns materiais, o Ronaldo Fraga sugeriu a palha de aço. Foi também uma forma de subverter um preconceito enraizado na cultura brasileira. Por que o negro tem de alisar seus fios? Eles são lindos!

Quem acompanha minha carreira, mesmo que seja apenas aqui pelo blog, pode se lembrar de vários ensaios com belíssimas mulheres negras – sejam modelos, famosas ou anônimas. Inclusive no meu livro "Eu Amo Maquiagem" (2006), são modelos negras que abrem e fecham a publicação, ocupando lugar de destaque que acredito ser coerente com a incrível miscigenação racial que há no nosso país.

No meu blog é possível ver algumas imagens, como a abaixo, que inspiraram o look. Sentimos muito que nossa intenção tenha sido interpretada de outra forma”.

Tópicos: Desfiles de moda, Moda, Fashion Week, Setores, Moda verão