Na era digital, tendência é customizar notícias

Segundo o presidente da Newsonomics, o momento é o da "notícia para mim", ou seja, customizada para atender o gosto de cada usuário

São Paulo – Em um ano e meio, o acesso aos quatro principais jornais brasileiros pelo celular – “O Estado de S. Paulo“, “Folha de S. Paulo”, “O Globo” e “Zero Hora” – subiu 480% e superou a marca de 17 milhões de usuários em julho deste ano.

O desafio, agora, é a diferenciação dentro das plataformas móveis.

Segundo o presidente da Newsonomics, Ken Doctor, o momento é o da “notícia para mim”, ou seja, customizada para atender o gosto de cada usuário.

A diferença, segundo o analista de mídia, é que, agora, é importante conhecer bem o leitor para fazer a melhor oferta para ele.

“As empresas precisam buscar a construção de relacionamento que o meio digital permite”, explicou. “E têm em mãos a ferramenta necessária para construir essa interação”

Ao pedir para o leitor se registrar para ler notícias grátis ou vender assinaturas digitais, os jornais podem acompanhar os gostos dos usuários e indicar a eles as notícias mais relevantes de acordo com seu perfil de leitura.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.