Manchester confirma David Moyes como substituto de Ferguson

Moyes assinará um contrato por seis temporadas para suceder a Ferguson, que ontem anunciou sua aposentadoria após 26 anos como técnico do clube

Londres – Após um dia de intensas especulações, o Manchester United pôs fim ao mistério e confirmou nesta quinta-feira o escocês David Moyes, de 50 anos, como o substituto de seu compatriota Alex Ferguson.

No Everton desde 2002, Moyes assinará um contrato por seis temporadas para suceder a Ferguson, de 71, que ontem anunciou sua aposentadoria após 26 anos como técnico dos “diabos vermelhos”.

O escocês ainda dirigirá o Everton nas duas últimas rodadas do Campeonato Inglês, e depois começará o seu trabalho em Old Trafford em 1º de julho.

Em um comunicado publicado no site do Manchester United, Ferguson elogia o seu sucessor, que, segundo ele, tem os “atributos certos” para ocupar o cargo.

“David é um homem de grande integridade, com uma forte ética no trabalho. Eu admiro o seu trabalho há muito tempo. Não há dúvidas de que ele tem todas as qualidades que esperamos para dirigir este clube”, avaliou.

O novo treinador também conta com a aprovação de Bobby Charlton, um dos maiores ídolos do Manchester United.


“Em David Moyes, nós temos alguém que entende as coisas que fazem deste clube um clube tão especial. Nós contratamos um homem que está comprometido com um trabalho a longo prazo e que construirá times para o futuro”, disse Charlton.

Moyes, por sua vez, se mostrou grato pela oportunidade e citou a tradição dos “diabos vermelhos”.

“Eu sei quão difícil será suceder ao maior treinador em todos os tempos, mas a oportunidade de dirigir o Manchester United é algo que não acontece frequentemente”, disse o treinador.

A saída de Moyes do Everton foi definida ontem à tarde, durante reunião com o presidente Bill Kenwright, segundo assinalou o Everton em comunicado divulgado nesta quinta-feira.

Kenwright agradeceu o bom trabalho de Moyes durante mais de uma década, período em que não conquistou títulos, mas conseguiu levar o clube à Liga dos Campeões do Europa em 2005 e à Liga Europa entre 2007 e 2009.

Na atual temporada, o Everton é sexto colocado, já sem chances de obter classificação para qualquer competição continental.