Luiz Gustavo deixa Felipão mais tranquilo para semifinal

A volta do melhor marcador da seleção nesta terça-feira na partida contra a Alemanha dá tranquilidade ao técnico

Teresópolis – Luiz Gustavo é um jogador discreto. Dentro de campo, não faz jogadas de efeito e pouco fica com a bola. Mas tem forte poder na marcação. Coloca-se bem e raramente erra um “bote”.

É o melhor marcador da seleção brasileira e sua volta ao time nesta terça-feira na partida contra a Alemanha dá tranquilidade ao técnico Luiz Felipe Scolari. Ainda mais porque a zaga do Brasil terá um desfalque importante: Thiago Silva.

Além disso, o volante conhece como poucos os jogadores e o time alemão. Atua no país desde 2007 (passou por Hoffenheim, Bayern de Munique e está no Wolfsburg).

“A Alemanha é uma equipe de muita qualidade, um grande time. Mas assim como nós os conhecemos, eles conhecem bem os brasileiros”.

Ele não jogou contra a Colômbia por estar suspenso pelos cartões amarelos, ambos recebidos por ter feito faltas. Mas, para um volante, não é um jogador que recorre muito a este recurso.

Nas quatro partidas de que participou cometeu 10 infrações. Significativo é seu índice de desarme: 34 bolas roubadas. É um dos principais ladrões de bola dessa Copa.

Luiz Gustavo admite que a ausência de Thiago Silva e a de Neymar representam grande prejuízo. “Precisamos jogar por eles. Mas temos de estar confiantes, pois numa semifinal só as grandes equipes chegam”.