Lamborghini renova museu italiano e celebra 50 anos do Miura

Exposição permanente reúne mitos da empresa, como Miura, Countach, Diablo e Murciélago

Toda marca de peso que se preze tem seu próprio museu para mostrar a sua história.

Isso não é diferente com a Lamborghini, que conta com seu museu localizado na cidade de Sant'Agata Bolognese, na Itália, desde 2001.

No entanto, o novo Museu Lamborghini foi totalmente reformado para melhor distribuir suas joias, além de ter sua data inauguração adiada para coincidir com a primeira etapa do Miura Tour, um passeio que contou com os 20 melhores exemplares do Miura no mundo em celebração aos 50 anos do mítico esportivo.

Renovado, o museu passou por uma ampla reforma que inclui um novo layout para receber os modelos e espaços multimídia para melhor interação dos visitantes.

Além disso, o local traz paredes pintadas em cinza e pisos brancos para não tirar a atenção do principal: os carros. Logo na entrada do museu, o visitante é recepcionado pelo ronco arrebatador do Aventador e Huracán rugindo pelo ambiente.

No térreo, há o primeiro veículo fabricado pela Lamborghini (depois dos tratores, claro): o 350GT 1963, bem como o mítico Miura, carro que fez a fama da marca pelos quatro cantos do planeta.

Lá encontra-se também o superesportivo Diablo, o modelo P 140 com seu chassi de alumínio, o Sesto Elemento com carroceria de fibra de carbono, o Asterion (conceito híbrido), a picape LM 002 e o SUV conceito Urus, modelo que pode aparecer em sua versão final em 2018.

Chama a atenção também uma parede onde são projetadas imagens que mostram as especificações de todos os modelos, além da história da marca, como uma linha do tempo.

Já no piso superior o visitante encontrará duas áreas distintas: uma com todos os principais carros da fabricante, como 400 GT, Countach, Diablo, Murciélago e Aventador, e outra dedicada ao automobilismo, que inclui modelos que disputaram (e disputam) a Super Trofeo Series como o Diablo GTR, Gallardo e Huracán.

Há ainda o Lotus 102 com motor V12 usado na temporada de 1990 e 1991 da Fórmula 1, época na qual a Lamborghini era mantida pela Chrysler, até 1994.

Na parte central, se destaca um conceito que faz a releitura do Miura e a única unidade roadster do Miura original existente no mundo.

O Museu da Lamborghini ainda conta com simuladores para os visitantes se sentirem no controle de uma Huracán. O passeio termina numa demonstração no Lamborghini Centre Stile, onde os designers pensam e desenham os futuros supercarros da marca italiana.

Miura Tour

 

Para celebrar o 50º aniversário do emblemático Miura, o modelo mais importante da história da Lamborghini, foi organizado um evento entre os dias 08 e 12 de junho que reuniu os 20 melhores exemplares do Miura espalhados pelo mundo.

A cidade de Bolonha, na Itália, recebeu carros que vieram do Japão, Estados Unidos e de diversos países da Europa.

Os participantes partiram da sede da Lamborghini no dia 09 de junho, onde também participaram da inauguração do renovado museu, saindo depois para curtir mais de 500 quilômetros de estrada e os principais pontos da Itália com suas macchinas. O passeio acabou no dia 11 de junho na região da Toscana.