Grammy Latino inicia festa com homenagem a Roberto Carlos

A Academia Latina da Indústria Fonográfica decidiu homenagear este ano a carreira de um dos músicos mais queridos do Brasil

O Grammy Latino dá início nesta quarta-feira, em Las Vegas, a dois dias de festa com homenagens a Roberto Carlos, antes da cerimônia, na quinta-feira, do prêmio mais importante da música ibero-americana.

A Academia Latina da Indústria Fonográfica decidiu homenagear este ano a carreira de um dos músicos mais queridos do Brasil e que vendeu mais de 100 milhões de álbuns em todo o mundo.

Depois de surgir com o principal nome da Jovem Guarda, Roberto Carlos se tornou, ao longo dos anos 70, o Rei das canções românticas e imortalizou músicas que se tornaram clássicas, como “Detalhes” e “O Show já Terminou”.

“É um prêmio muito merecido”, explicou o presidente da Academia, Gabriel Abaroa Jr.

“Consagra um dos artistas mais importantes do Brasil e da América Latina”.

O tributo a Roberto Carlos, de 74 anos, incluirá um jantar e um show, no qual atuarão juntos os cantores mais destacados do cenário musical atual, como Alejandro Sanz, Carlos Vives, Maná, Julieta Venegas, Pablo Alborán, Leslie Grace e Seu Jorge.

O dia de homenagens também reconhecerá a trajetória profissional de outros nove artistas, entre ele o também cantor e compositor brasileiro Djavan.

Na cerimônia de premiação da 16ª edição do Grammy, a paulista Tulipa Ruiz e o grupo Vitrola Sintética são os representantes do Brasil nas categorias gerais do Grammy Latino, ambos indicados como artista revelação.

A curiosidade fica por conta do fato de que tanto Tulipa como o Vitrola Sintética já lançaram três álbuns em suas carreiras.

No geral, os cantores mexicanos Leonel García e Natalia Lafourcade lideram as indicações, concorrendo em seis e cinco categorias, respectivamente.

A seguir, a lista de indicados nas principais categorias do Grammy Latino:

Gravação do Ano

“Fiesta”, Bomba Estéreo

“Encanto”, Miguel Bosé

“Será (Vida De Hombre)”, Café Quijano

“La Vida Entera”, Camila, con Marco Antonio Solís

“Ella Es”, Leonel García, con Jorge Drexler

“Tus Besos”, Juan Luis Guerra 4.40

“Hasta La Raíz”, Natalia Lafourcade

“Disparo Al Corazón”, Ricky Martin

“Un Zombie A La Intemperie”, Alejandro Sanz

“Ese Camino”, Julieta Venegas

Álbum do Ano

“MTV Unplugged”, Pepe Aguilar

“Son De Panamá”, Rubén Blades Con Roberto Delgado & Orquesta

“Amo”, Miguel Bosé

“Orígenes: El Bolero Volumen 3”, Café Quijano

“Todo Tiene Su Hora”, Juan Luis Guerra 4.40

“Creo En Mí”, Natalia Jiménez

“Hasta La Raíz, Natalia Lafourcade

“Caja De Música, Monsieur Periné

“Sirope, Alejandro Sanz

“Consentido, María Toledo

Canção do Ano

“Disparo Al Corazón”, Ricky Martin

“Ese Camino”, Julieta Venegas

“Hasta La Raíz”, Natalia Lafourcade

“Hoy Es Domingo”, Diego Torres

“Por Fin”, Pablo Alborán

“Quédate Con Ella”, Natalia Jiménez

“Recuerdas”, Leonel García

“Un Zombie A La Intemperie”, Alejandro Sanz

“Vida De Mi Vida”, Gian Marco

“Vivo”, Pedro Capó

Melhor Artista do Ano

Kaay (México)

Iván “Melón” Lewis (Cuba)

Manu Manzo (Venezuela)

Matisse (México)

Monsieur Periné (Colômbia)

Julieta Rada (Argentina/Uruguai)

Tulipa Ruiz (Brasil)

Raquel Sofía (Porto Rico)

Vázquez Sounds (México)

Vitrola Sintética (Brasil)

Melhor Álbum Vocal Pop Contemporâneo

“Terral”, Pablo Alborán

“Amo, Miguel Bosé

“Aquila”, Pedro Capó

“A Quien Quiera Escuchar (Deluxe Edition)”, Ricky Martin

“Sirope”, Alejandro Sanz

Melhor Interpretação Urbana

“A Ti Te Encanta”, Alexis & Fido

“Una Cita (Remix)”, Alkilados Featuring J Alvarez, El Roockie y Nicky Jam

“Ay Vamos”, J Balvin

“El Perdón”, Nicky Jam & Enrique Iglesias

“El Tiki”, Maluma

“Calentura”, Yandel

“Sígueme Y Te Sigo”, Daddy Yankee

Melhor Álbum de Música Alternativa

“Amanecer”, Bomba Estéreo

“Sombras De Oro”, Centavrvs

“Hasta La Raíz”, Natalia Lafourcade

“Y La Banda Sigue”, Los Auténticos Decadentes

“Moctezuma”, Porter

Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro

“Insano”, Jamz

“Músicas para Churrasco Vol. 2”, Seu Jorge

“Vida Loka”, Onze:20

“Dancê”, Tulipa Ruiz

“Blam! Blam!”, Jonas Sá

Melhor Álbum de Samba/Pagode

“Verde Amarelo Negro Anil”, Nilze Carvalho

“Herança Popular”, Arlindo Cruz

“Só Felicidade”, Fundo De Quintal

“Em Samba! Ao Vivo”, Mart´Nália

“Bossa Negra”, Diogo Nogueira & Hamilton de Holanda

“Ser Humano”, Zeca Pagodinho

“Sorriso Eu Gosto — Ao Vivo No Maracanãzinho”, Sorriso Maroto

Melhor Álbum de Rock 

“Banda Do Mar”, Banda do Mar

“Insular Ao Vivo”, Humberto Gessinger

“Supernova”, Malta

“Não Pare Pra Pensar”, Pato Fu

“Sol-Te”, Suricato

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira

“Meus Quintais”, Maria Bethânia

“Centenário Caymmi”

“Guelã”, Maria Gadú

“Carbono”, Lenine

“América, Brasil”, Ivan Lins

Melhor Álbum de Música Sertaneja

“Os Anjos Cantam”, Jorge & Mateus

“Cabaré”, Leonardo & Eduardo Costa

“Amizade Sincera II”, Renato Teixeira & Sérgio Reis

“Bem Sertanejo”, Michel Teló

“Irmãos”, Victor & Leo

Melhor Canção Brasileira

“Bossa Negra”, Hamilton de Holanda, Diogo Nogueira & Marcos Portinari, compositores (Diogo Nogueira & Hamilton de Holanda) Faixa do álbum Bossa Negra

“Diz Pra Mim”, Bruno Boncini, compositor (Malta) Faixa do álbum Supernova

“Mais Ninguém”, Mallu Magalhães, compositora (Banda do Mar) Faixa do álbum Banda Do Mar

“Simples Assim”, Dudu Falcão & Lenine, compositores (Lenine) Faixa do álbum Carbono

“Tudo”, Adriana Calcanhotto & Bebel Gilberto, compositoras (Bebel Gilberto) Faixa do álbum Tudo