Fórum concede prêmio a Shakira por seu apoio à educação infantil

A cada ano, o FEM concede na Suíça este prêmio a personalidades das artes "que criam pontes e servem de modelo para todos os líderes da sociedade"

Davos – A cantora colombiana Shakira recebeu nesta segunda-feira o Prêmio Cristal do Fórum Econômico Mundial (FEM) por seu apoio à educação e ao desenvolvimento da primeira infância.

A cada ano, o FEM concede na Suíça este prêmio a personalidades das artes “que criam pontes e servem de modelo para todos os líderes da sociedade”.

Shakira é uma defensora da educação e o desenvolvimento da primeira infância e embaixadora de boa vontade do Fundo para a Infância das Nações Unidas (Unicef).

A cantora também é a fundadora da Fundação Pés Descalços, criada em 1997 com o intuito de promover a educação pública de qualidade para as crianças em situação de vulnerabilidade na Colômbia.

Além disso, colabora com a Fundação ALAS, uma organização sem fins lucrativos criada por um grupo de líderes latino-americanos para promover o desenvolvimento integral da primeira infância na região.

Sua missão é impulsionar programas educativos integrais de qualidade para o desenvolvimento infantil que gerem mudanças nas políticas públicas dos governos na América Latina.

Shakira ressaltou ao receber o prêmio que atualmente 250 milhões de crianças menores de cinco anos correm risco de não se desenvolver física e intelectualmente.

“É uma tragédia para eles e um fracasso épico para nós”, disse a cantora, que pediu apoio e investimentos em educação, algo que “faz milagres”.

Também recebeu o Prêmio Cristal o ator e ativista social Forest Whitaker, por sua liderança na luta pela paz e resolução de conflitos.

O produtor e diretor americano é fundador e presidente da Iniciativa Whitaker para a Paz e o Desenvolvimento e do Instituto Internacional para a Paz.

Além disso, o ator é enviado especial da Unesco para a paz e a reconciliação.

“Seu trabalho como ativista e defensor da paz se concentra no empoderamento da juventude como líderes e empreendedores em comunidades que sofrem com a violência e a pobreza”, afirmou o FEM.

Whitaker afirmou que todos os conflitos no mundo têm o potencial de criar um clima de desesperança e de impotência na luta por uma solução para guerras e crises.

“Vocês podem”, disse aos líderes e personalidades presentes na entrega dos prêmios. “É possível se formamos alianças e mudarmos as dinâmicas”, ressaltou.

O terceiro Prêmio Cristal deste ano foi entregue à violinista alemã Anne-Sophie Mutter, por dar oportunidades a jovens para desenvolver suas carreiras como músicos.

Desde 1997, através de sua fundação, Anne-Sohphie deu bolsas de estudos a jovens músicos para que possam mostrar em concertos no mundo todo seu talento, a fim de realizar seu sonho e contribuir com a cultura musical em suas comunidades.

Como artista “estou profundamente convencida de que a música também oferece uma oportunidade de mudar o mundo para melhor”, afirmou a violinista.

A cerimônia de entrega dos prêmios Cristal foi realizada na véspera da inauguração oficial do Fórum Econômico Mundial e foi seguida por uma apresentação de Anne-Sophie Mutter e músicos de sua academia.