Fifa rejeita punir lateral que tirou Neymar da Copa

Segundo comunicado, o incidente "não escapou a atenção dos árbitros, o que é uma das duas condições para que o Código Disciplinar da Fifa seja aplicado"

Rio – O colombiano Juan Camilo Zuñiga ficará impune pela pancada que tirou o atacante Neymar da Copa do Mundo. A Fifa informou nesta segunda-feira que o lateral não receberá nenhuma punição pela falta, que causou a fratura na terceira vértebra lombar do brasileiro.

Também foi descartada punição ao árbitro Carlos Velasquez, que teve a atuação muito contestada na partida entre Brasil e Colômbia, pelas quartas de final.

Neymar sofreu uma pequena fratura na coluna ao sofrer uma dura entrada de Zuñiga aos 40 minutos do segundo tempo da partida contra os colombianos. O tempo estimado de recuperação é de quatro a seis semanas.

“Nenhuma ação retroativa poderá ser tomada pelo Comitê Disciplinar da Fifa, já que o incidente envolvendo o jogador colombiano Juan Camilo Zuñiga Mosquera não escapou a atenção dos árbitros, o que é uma das duas condições para que o Código Disciplinar da Fifa seja aplicado”, disse o comunicado da Fifa.

A entidade também lamentou a contusão que afastou o jogador da Copa do Mundo. “A Fifa e o Comitê Disciplinar da Fifa lamenta quaisquer incidentes ocorridos dentro de campo que, em particular, têm um impacto negativo sobre a saúde dos jogadores”, registrou.

“Desejamos a Neymar uma rápido e completa recuperação, assim como desejamos o mesmo para todos os jogadores que sofreram graves lesões durante a Copa do Mundo”.

Poucas horas após o choque que causou a fratura em Neymar, Zuñiga negou qualquer intenção de machucar o atacante brasileiro no lance polêmico. Criticado fortemente nas redes sociais, o lateral voltou a rejeitar qualquer má intenção em comunicado publicamente no fim de semana.

“Sinto pesar por essa situação ter sido resultado de uma ação normal de jogo, a qual não decorreu de má intenção, maldade ou imprudência da minha parte. Quero enviar uma saudação especial a Neymar. Eu te admiro, respeito e considero um dos melhores jogadores do mundo”, registrara o colombiano.