Fifa rebate críticas à arbitragem na Copa do Mundo

Entidade também criticou jornal alemão Bild, que teria afirmado que há um acordo secreto entre juízes para limitarem o número de cartões aplicados nas partidas

Rio – A Fifa negou nesta segunda-feira que tenha orientado os árbitros a evitarem punições com cartão durante a Copa para deixar os jogos correrem sem maiores interrupções.

A entidade também criticou o jornal alemão Bild, que teria afirmado que há um acordo secreto entre os juízes para limitarem o número de cartões aplicados nas partidas.

“Seria um absurdo a Fifa pedir aos árbitros para deixarem o jogo correr, a fim de promover espetáculo e, dessa forma, arriscar que jogadores sofressem lesões graves, como Neymar”, disse o porta-voz da Fifa, Walter De Gregorio.

O dirigente ainda minimizou os erros da arbitragem. “Podemos falar sobre os 60 jogos que ocorreram até agora. Alguns podem achar que os árbitros não foram rígidos suficientes, outros podem acreditar ser completamente o contrário. Faz parte do jogo, nunca teremos árbitros que não errem, mas dizer que o erro foi premeditado é algo que descarto completamente”, declarou De Gregorio.