Escultura de Rodin leiloada por recorde de US$ 20 milhões

Os 20,41 milhões de dólares pagos por "L'Eternel Printemps" dobraram a previsão da Sotheby's, que avaliava a obra em entre 8 e 12 milhões de dólares

Uma escultura em mármore do francês Auguste Rodin foi leiloada nesta segunda-feira por mais de 20 milhões de dólares, um recorde para o artista, no leilão de Arte Impressionista e Moderna da Sotheby’s de Nova York.

Os 20,41 milhões de dólares pagos por “L’Eternel Printemps” (A Eterna Primavera) – a figura de um homem que beija uma mulher de joelhos concebida por Rodin em 1884 e esculpida entre 1901 e 1903 – dobraram a previsão da Sotheby’s, que avaliava a obra em entre 8 e 12 milhões de dólares.

A escultura de 80 cm de largura por 66 cm de altura, talhada em um único bloco de mármore, é uma variante de “O Beijo”, outra escultura do mestre francês, exposta no Museu Rodin de Paris.

O recorde anterior para uma escultura de Rodin era de 18,97 milhões de dólares por “Eve, grand modele-version sans rocher” (Eva), leiloada em maio de 2008.

Outra estrela do leilão desta segunda-feira foi a tela “Sous-bois” (1905), do pintor francês Maurice de Vlaminck, que obteve 16,38 milhões de dólares, dentro da previsão da Sotheby’s de 12 a 18 milhões.