Colecionador Oswaldo da Costa monta exposição com obras adquiridas

São Paulo – Ao contrário da maioria dos colecionadores de arte, o ex-executivo do mercado financeiro Oswaldo Corrêa da Costa abriu as portas para o público ter acesso a parte de sua coleção de 500 obras de arte contemporânea acumuladas nas últimas décadas. Costa inaugurou, em março deste ano, o Museu Privado de Arte Contemporânea, ou Coleção Particular, um espaço de 400 metros quadrados no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

Egresso do mercado financeiro, o colecionador fez carreira no Republic National Bank, vendido ao HSBC em 1999. Em meio à rotina de trabalho, conseguiu se dedicar à paixão pela arte, iniciada aos 15 anos em uma viagem à Europa. Seu acervo foi montado com a ajuda de amigos artistas, que vendiam as obras a preços mais baixos e em várias prestações. A Coleção Particular não tem fins lucrativos, e é o próprio Oswaldo da Costa que guia os visitantes. O espaço pode ser visitado, sob agendamento, às quartas-feiras e domingos do meio dia às 18 horas.

Leia mais notícias de milionários

Acompanhe as notícias de Inovação no Twitter