COI ratifica que Londres está pronta para os Jogos

A delegação do COI chegou à cidade na quarta-feira para realizar a décima e última revisão da preparação das Olimpíadas

Londres – O Comitê Olímpico Internacional (COI) considerou que Londres está preparada para enfrentar os Jogos Olímpicos deste ano, após a avaliação final que a entidade fez nesta sexta-feira da organização e das instalações preparadas pela capital britânica.

A 119 dias da cerimônia de abertura do evento, o presidente da Comissão de Coordenação do COI, Denis Oswald, destacou: “Londres está preparada para dar as boas-vindas ao mundo neste verão (no hemisfério norte, inverno no hemisfério sul)”.

“Londres nos apresentou uma grande visão há sete anos e, embora ainda faltem alguns detalhes, está no caminho certo para oferecer um espetáculo extraordinário”, acrescentou Oswald.

A delegação do COI chegou à cidade na quarta-feira para realizar a décima e última revisão da preparação dos Jogos. A capital britânica sediou 31 testes e competições preolímpicas até o momento, que serviram para colocar a prova alguns dos principais palcos nos quais serão realizados os Jogos, como o Centro Aquático da arquiteta iraquiana Zaha Hadid, no qual já foi disputado neste mês o campeonato britânico de natação.

O Estádio Olímpico, por sua vez, está terminado há meses e em 4 de maio receberá espectadores em suas arquibancadas pela primeira vez para o campeonato de atletismo universitário do Reino Unido.

“Ao passear por Londres, se pode sentir a expectativa crescente despertada pelos Jogos Olímpicos. Não há dúvida que será um verão sem igual para Londres e todo o Reino Unido”, disse Oswald, que destacou que “o mundo espera muito do evento”.


Sobre uma das principais dores de cabeça para os responsáveis de Londres-2012, o previsível colapso do transporte público que pode ser provocado pelas centenas de milhares de turistas esperados, o Comitê Organizador dos Jogos (Locog) tentou tranquilizar os responsáveis do COI.

“Os londrinos estão se preparando para os Jogos e começaram a adaptar seus hábitos de transporte. Buscarão as melhores rotas para assistir aos eventos”, garantiu o presidente do Locog, Sebastian Coe.

Há algumas semanas, o organismo já recomendou à população que buscasse meios de transporte alternativos para se deslocar para o trabalho durante os Jogos, como ir de bicicleta ou a pé, já que se prevê que a rede de metrô de Londres entre em colapse em horários de pico.

Um trajeto entre o centro da cidade e a O2 Arena, onde serão disputadas algumas partidas de basquete, em que normalmente são gastos cerca de 30 minutos, se tornará durante a Olimpíada uma viagem de 1h40min, segundo os cálculos da autoridade do transporte de Londres (TFL).

Oswald declarou ainda que o COI está “totalmente satisfeito” em relação à venda de ingressos para os Jogos, apesar das críticas recebidas pelos organizadores por se negarem a dar detalhes sobre quantas entradas e a que preço foram oferecidas ao público.

Espera-se que nas próximas semanas sejam postos à venda aproximadamente 4 milhões de ingresso adicionais, embora o Locog não tenha detalhado ainda a data na qual poderão ser adquiridos.