Dólar R$ 3,28 0,39%
Euro R$ 3,67 -0,12%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 0,95% 63.257 pts
Pontos 63.257
Variação 0,95%
Maior Alta 5,04% SMLE3
Maior Baixa -3,99% MRFG3
Última atualização 24/05/2017 - 17:20 FONTE

Chapecoense terá novo escudo para homenagear vítimas de tragédia

O clube anunciou um novo escudo com duas estrelas que homenageiam os mortos no acidente de avião e o título da Copa sul-americana

Chapecó – A maior tragédia da história do futebol e a principal conquista do clube em todos os tempos estão eternizadas no símbolo da Chapecoense a partir desta quinta-feira.

O clube anunciou durante a tarde um novo escudo que será utilizado em sua camisa a partir de 2017, com duas estrelas que homenageiam os mortos no acidente de avião na Colômbia e o título da Copa sul-americana.

“Devido a uma fatalidade, entramos para a história. Isso é indiscutível e imutável. Indiscutível, também, é que mesmo cientes de que iniciamos, agora, um novo momento, manteremos a essência. Seguiremos escrevendo a história que vinha sendo traçada, com tanto carinho. Mas não sem eternizaremos – na memória, coração e escudo – o legado de afeto, solidariedade e união. Mais do que isso, o amor e comprometimento que todos os que partiram tinham para com a Chapecoense”, explicou o clube.

Um pouco acima do símbolo verde, estará exibida uma estrela branca. De acordo com a Chapecoense, trata-se do tributo à conquista da Sul-Americana deste ano, decretada pela Conmebol após pedido do Atlético Nacional e que confirmou o primeiro título internacional da história da equipe.

O clube explicou, também, que a cor branca foi escolhida para representar “a paz encontrada pelos nossos eternos campeões” e “a luz que nos guiará adiante”.

A outra referência ao trágico acidente da semana passada é um pouco mais discreta. Dentro do símbolo, mais especificamente na letra “F”, da sigla “ACF” de Associação Chapecoense de Futebol, o clube colocou uma pequena estrela verde.

Esta, sim, para homenagear de forma clara os mortos que integravam a delegação e que formavam o “futebol” do time catarinense.

Esta é a mais recente homenagem a um clube que perdeu boa parte de seu elenco na madrugada de segunda para terça da semana passada.

O avião que levava a Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana, na Colômbia, caiu nas cercanias de Medellín e deixou 71 mortos, sendo boa parte deles integrantes da delegação catarinense e profissionais de imprensa do Brasil.