Carrie Fisher era única, brilhante e original, diz Harrison Ford

Carrie, que deu vida à princesa Leia nos filmes de George Lucas, morreu hoje aos 60, após ter sofrido um ataque cardíaco

Los Angeles – O ator Harrison Ford lamentou nesta terça-feira a morte de Carrie Fisher, sua parceira na saga “Star Wars“, e afirmou através de comunicado que a atriz era “única, brilhante, original, diverta e valente emocionalmente”.

Carrie, que deu vida à princesa Leia nos filmes de George Lucas, morreu hoje aos 60, após ter sofrido um ataque cardíaco na sexta-feira, informou a família em nota.

“Ela viveu a vida com coragem. Meus pensamentos estão com sua filha, Billie, sua mãe, Debbie, seu irmão Todd e muitos de seus amigos. Todos sentiremos saudades”, disse Ford, que interpretou Han Solo em “Star Wars”, personagem que se apaixona por Leia.

Em seu recente livro “Memórias da Princesa: Os Diários de Carrie Fisher”, a atriz revelou que teve uma relação amorosa com Ford fora dos sets durante a gravação de “Star Wars: Uma Nova Esperança”.

Ford não foi o único companheiro de Carrie nos filmes que expressou tristeza pela perda da companhia. O autor de “Star Wars”, George Lucas, divulgou uma nota na qual destacou a inteligência e o talento da atriz.

“Em ‘Star Wars’, ela foi nossa grande e poderosa princesa: lutadora, sábia e cheia de esperança em um papel que era mais difícil do que a maioria pode pensar”, disse Lucas.

Peter Mayhew, que faz Chewbacca em “Star Wars”, também mostrou sua tristeza pela perda. “Não há palavras. Carrie era a luz mais brilhante em cada cômodo que entrava”, afirmou.

“Trabalhar com ela era maravilhoso. Minhas condolências aos amigos, família e fãs ao redor do mundo”, disse Dave Prowse, ator que se escondia atrás da máscara de Darth Vader.