Ausência de Lady Gaga esvazia a Cidade do Rock

Shows do primeiro dia de Rock in Rio começam às 15 horas, no Palco Sunset

Rio de Janeiro – A Cidade do Rock abriu seus portões às 14 horas desta sexta-feira, 15, e desde as 7 horas um pequeno grupo de pessoas aguardava na fila para conhecê-la.

O sol está forte, mas o público do Rock in Rio não desanima. No entanto, a ausência da cantora Lady Gaga, que não veio ao Rio por problemas de saúde, esvazia a tradicional aglomeração junto aos portões.

O cancelamento de Gaga, que seria a principal atração de hoje, depois de Ivete Sangalo, Pet Shop Boys e 5 seconds of summer, tirou parte da alegria da autônoma Andreza Evaristo, de 23 anos, de estar no Rock in Rio.

“Só estou aqui porque vim de Montes Claros(MG) e não tem como pedir reembolso de passagem e hospedagem. Minha expectativa era enorme e foi frustrada. É triste não ter atração voltada para o público LGBT.”

O estudante Vanderlei Páscoa, de 20 anos, veio de Pindamonhangaba e é outro decepcionado. “Mesmo sem Gaga, cheguei à fila às 7 horas. Ela esvaziou o Rock in Rio. Eram cinco anos esperando para vê-la”.

Sentindo muitas dores no corpo, Gaga não pôde viajar e será substituída pela banda Maroon 5, que já fecha a noite de amanhã no Palco Mundo.

Ela tem fibromialgia, ou síndrome da dor generalizada, o que causa dores agudas espalhadas pelo corpo, além de fadiga e outros desconfortos.

O anúncio do cancelamento da apresentação foi ontem à tarde e deixou os fãs mais devotados em choque.

Ontem, Gaga tuitou: “Brasil, eu estou arrasada por não estar bem o suficiente para ir para o Rock in Rio. Eu faria qualquer coisa por vocês, mas preciso cuidar do meu corpo neste momento.

Peço a compreensão de vocês e prometo que vou voltar para cantar em breve. Fui levada para o hospital. Não é uma simples dor ou cansaço da turnê. É uma dor muito forte. Estou em boas mãos, com os melhores médicos.”

Os shows deste primeiro dia de Rock in Rio começam às 15 horas, no Palco Sunset. Na ordem, se apresentam o britânico SG Lewis, Céu, que convida a banda goiana Boogarins, Fernanda Abreu, com a Focus Cia de Dança e o Dream Team do Passinho, e uma homenagem coletiva ao centenário do samba, feita por Monarco, Alcione, Martinho da Vila, Mart’nália, Jorge Aragão e Roberta Sá.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Maurício Oliveira

    É mais ou menos o que acontecia no Autódromo de Interlagos quando o Ayrton Senna largava uma prova de F-1 antes de seu final.