Ator de “Glee” é encontrado morto no Canadá

Cory Monteith travava luta contra dependência de drogas e foi encontrado morto num hotel em Vancouver

Vancouver, Canadá – O ator Cory Monteith, que ganhou fama atuando na série de televisão “Glee” e travava uma dura luta contra a dependência de drogas, a ponto de ter declarado que tinha sorte por estar vivo, foi encontrado morto num quarto de hotel, informou a polícia. Ele tinha 31 anos.

Monteith, que interpretava Finn Hudson na série da Fox, foi encontrado morto em seu quarto no 21º andar do Fairmont Pacific Rim Hotel em Vancouver por volta do meio-dia de sábado.

O vice-chefe de polícia Doug Lepard declarou que não havia indícios de violência. O corpo de Monteith foi encontrado pelos funcionários do hotel, depois de ele não ter deixado o local após o vencimento da diária, disse Lepard.

“Não temos muitas informações sobre a causa da morte”, declarou a legista Lisa Lapointe. Lepard disse que Monteith havia saído mais cedo e que as pessoas com quem esteve estavam sendo interrogadas.

Em abril, Monteith se internou numa clínica para tratar de “dependência de substâncias” e pediu privacidade durante sua recuperação, informou um representante na época.

Não foi a primeira vez que Monteith procurou tratamento. Quando tinha 19 anos, ele falou sobre sua dependência e sua luta contra ela, declarando que tinha um sério problema e que usava “tudo e qualquer coisa”. Em 2011, ele afirmou à revista Parade que tinha “sorte por estar vivo”.

Segundo a biografia de Monteith, disponível no site da Fox, o ator nasceu em Calgary,

Alberta, e se mudou para Vancouver quando criança. Antes de virar ator, ele teve uma série de empregos como recepcionista no Wal-Mart, motorista de ônibus escolar, carpinteiro e motorista de táxi. Fonte: Associated Press.