Ator Alan Thicke, da série “Tudo em Família”, morre aos 69 anos

Thicke sofreu um ataque cardíaco e que foi levado ao Centro Médico Providence Saint Joseph de Burbank, na Califórnia, onde não resistiu e morreu

O ator canadense Alan Thicke, conhecido como o protagonista da série cômica dos anos 1980 “Tudo em Família” e como pai do cantor Robin Thicke, morreu na terça-feira aos 69 anos de idade, disse sua assessora.

“A morte repentina de Alan foi confirmada. No momento, não temos maiores detalhes”, informou Monique Moss em um email breve.

Uma fonte próxima da família disse à Reuters por telefone que Thicke sofreu um ataque cardíaco e que foi levado ao Centro Médico Providence Saint Joseph de Burbank, no Estado norte-americano da Califórnia, onde sua morte foi decretada.

Indicado ao Grammy, Robin Thicke disse ao jornal Los Angeles Times que seu pai jogava hóquei com outro de seus filhos, Carter Thicke, de 19 anos, quando teve o infarto.

“Eu o vi alguns dias atrás e lhe disse o quanto eu o amava e respeitava”, disse o cantor ao jornal, acrescentando que o pai foi uma inspiração em sua carreira musical. “O bom é que ele foi amado e sua vida teve um desfecho”.

Alan Thicke era querido por muitos fãs pelo papel do psiquiatra e pai Jason Seaver na sitcom “Tudo em Família”, que foi exibida entre 1985 to 1992. O trabalho lhe rendeu uma indicação ao Globo de Ouro por melhor atuação em uma série de TV em 1988.

Thicke também foi um apresentador popular de eventos televisivos, entre eles o prêmio Emmy, e um compositor prolífico de canções temáticas para a TV, entre elas a do programa Wheel of Fortune, segundo seu site.