A evolução dos relógios de mergulho nos últimos 90 anos

Foi em 1926 que relógios construídos especialmente para mergulhadores começam a aparecer

São Paulo – No início, relógios de mergulho eram uma ferramenta: companheiros de mergulho essenciais que auxiliavam mergulhadores a manterem o controle do tempo e, bem, vivo. Hoje são algo a mais: acessórios, peças de conversão e companheiros para uma viagem à praia ou piscina. Leia, abaixo, uma linha do tempo dos últimos 90 anos com cada simbólica apresentação de sua época:

1926: Rolex Oyster

(Rolex Oyster/Divulgação)

Foi no ano de 1926 que relógios construídos especialmente para mergulhadores começam a aparecer. Eles possuem coroas isoladas (as coroas são a principal porta de entrada de água em caixas). Foi este o ano que o fundador da Rolex, Hans Wilsdorf, apresentou a caixa Oyster, que possuía coroa e fundo rosqueados, assim como um cristal selado. Foi considerado o primeiro relógio do mundo verdadeiramente à prova d’água. Um ano depois, Wilsdorf pede a Mercedes Gleitze, uma taquígrafa que viria a ser a primeira mulher a cruzar o Canal da Mancha à nado, a usar um modelo Oyster em suas conquistas. Ela não o vestiu em todo o percurso, mas o relógio usado por ela em seu pescoço continua funcionando.

1936: Protótipos Panerai

(Panerei/Divulgação)

A relojoaria oficial da Marinha Italiana desenvolveu protótipos de um relógio que evoluiria e transformaria no modelo conhecido hoje como “Radiomir”. Os relógios resistentes a até 30 metros sob a água seriam produzidos em escala dois anos depois. Os primeiros relógios Radiomir tinham movimentos e caixas – com 47 mm de diâmetro de caixa – elaboradas pela Rolex. O nome do modelo é este pelo uso do material “rádio” utilizado no mostrador para facilitar a leitura.

1953: Blancpain Fifty Fathoms

(Breitling/Divulgação)

Neste ano, a Blancpain apresentou seu primeiro relógio de mergulho, chamado Fifty Fathoms. São 100 metros de resistência sob a água (fifty fathoms significa 50 braçadas: a medida a ser alcançada com estas braçadas é de cerca de 100 metros, em média). O relógio é resultado de um pedido do capitão Bob Maloubier, um agente secreto britânico durante a Segunda Guerra Mundial e que se tornou um líder dos corpos de combate de mergulho do exército da França. Ele pediu para que a companhia produzisse um relógio com um mostrador preto, grandes algarismos arábicos, com indicações claras e um bisel rotativo.

1956: Protetor de coroa Panerai

(Panerai/Divulgação)

A Panerai recebe a patente para uma ponte protetora de coroa que tem formato curvo. Este protetor passa a ser o símbolo da coleção Luminor. A ponte externa possui uma alavanca de bloqueio que empurra a coroa contra a caixa, de um modo que haja um encaixe firme contra os selos internos.

1957: Primeiro relógio Breitling de mergulho

(Breitling/Divulgação)

Foi neste ano que a Breilting anunciou seu primeiro relógio de mergulho, chamado Superocean. São 200 metros de resistência sob a água graças a, principalmente, sua caixa elaborada por uma única peça e cristal especialmente robusto. O bisel deste relógio pode ser travado em uma posição, evitando assim que realize movimentos indesejados durante um mergulho. Uma versão cronógrafo deste relógio foi lançada no ano de 1959.

1967: Primeiro relógio Rolex Sea-Dweller

(Rolex/Divulgação)

Rolex apresenta seu relógio que pode chegar ainda mais fundo que a peça Submariner. A característica que o distingue é a válvula de escape de hélio, que realiza a liberação do gás que penetrou o relógio durante um mergulho realizado em uma câmara de mergulho. O relógio é produzido de acordo com um pedido da empresa francesa COMEX (Compagnie Maritime d’Expertise), que é especializada em equipamentos e serviços voltados para grandes profundidades, especialmente extração de gás e petróleo. A resistência do relógio era de 610 metros.

1983: primeiro computador de mergulho

O primeiro computador de mergulho é apresentado. Mais tarde, nos anos 1990, o uso destes computadores fica ainda mais comum. A partir de então, relógios de mergulho passam a ser “rebaixados” como um equipamento de backup.

1996: ISO inventa o padrão para relógios de mergulho

A Organização Internacional de Padronização implementa o padrão 6425, que passa a definir características que um relógio deve possuir para que seja oficialmente designado como um relógio de mergulho. Isto inclui requerimentos mínimos para resistência à água (25% superior ao apresentado no mostrador), legibilidade quando submerso, resistência a choques térmicos e a habilidade de medir intervalos de tempo decorridos. Este padrão suplementa um antigo definido em 1984 e é utilizado até hoje.

2009: CX Swiss Military 20,000 Feet

(CX Swiss/Divulgação)

O modelo quebra o recorde do Rolex Deepsea de resistência sob a água. 20 mil pés é equivalente a cerca de 6.100 metros. O relógio passa a entrar no livro dos recordes, que era seu entre 2005 e 2008, quando Rolex apresentou seu modelo Deepsea. CX Swiss Military é um cronógrafo com 28,5 mm de caixa e um verso em domo. De acordo com a fabricante, são 7.500 metros de resistência sob a água, respeitando os 25% exigidos pela certificação ISO 6425. Este modelo é a peça comercial com maior resistência até agora no mercado.

2012: Rolex Deepsea Challenge

(Rolex/Divulgação)

O diretor de cinema James Cameron trouxe este relógio à tona quando ele desceu a fossa da Marianas em março de 2012. O relógio possui 28 mm de espessura e 51,4 mm de diâmetro. É graças a um cristal de safira de 14,3 mm de espessura e um verso de caixa feito de titânio reforçado que o movimento automático 3135 consegue sobreviver à pressão. O relógio desceu a 10.898 metros preso em um braço na parte externa da cápsula submersível de Cameron. De acordo com a resistência específica sob a água dada pelo modelo, o relógio sobreviveria a mil metros abaixo dos 12 mil especificados. Este modelo especial Rolex não está à venda.

2014: IWC Aquatimer collection

(IWC/Divulgação)

A IWC atualizou sua linha de relógios de mergulho Aquatimer, equipando seus modelos com um bisel de rotação unidirecional interno e um bidirecional externo. Dos modelos com maior impermeabilidade está o Aquatimer Automatic 2000, que resiste a 2 mil metros sob a água.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s