8 mercadões pelo mundo que vale a pena conhecer

Segundo levantamento, estes são os melhores mercados de alimentos do mundo

São Paulo – Entre as delícias de conhecer novos lugares pelo mundo, desfrutar da culinária e costumes locais é um grande benefício. E nada melhor que os tradicionais mercados de alimentos para poder viver com plenitude tamanha experiência.

O site JetSetter, especializado em viagens, listou 8 mercadões pelo mundo que vale a pena conhecer. Confira a seguir quais são eles:

Torvehallerne Market, Copenhague

🍅🍆🥒🥕🌽🌶🥔🍠❤

A post shared by M A R I P O S A D R E A M 🖤 (@mariposadream) on

Por que visitar: O Torvehallerne está situado em um dos bairros mais multiculturais de Copenhague e por isso já vale a visita. Por lá, é possível provar pratos típicos dinamarqueses, como o risengrød, uma espécie de arroz-doce.

La Boqueria, Barcelona

Hola Barcelona! Compra feta, una miqueta de conversa abans d'anar cap a casa i ja podem començar a disfrutar el cap de setmana 😃

A post shared by La Boqueria & Sant Josep (@la_boqueria) on

Por que visitar: Parada obrigatória para quem visita Barcelona, o La Boqueria já foi considerado diversas vezes o melhor mercadão do mundo. Além de bons restaurantes, o mercado oferece sempre frutas e vegetais frescos diariamente. É um ótimo lugar para saborear o “jamón ibérico”, o presunto tradicional espanhol.

Nuovo Mercato di Testaccio, Roma

#newTestacciomarket#nuovomercatodiTestaccio#Roma

A post shared by Giancarla Casagrande Bonotto (@gibonotto) on

Por que visitar: Se você quer comprar massas artesanais, o Nuovo Mercato di Testaccio oferece infinitas opções. Para os fanáticos por doces, os cannolis vendidos no mercado são feitos praticamente no momento do pedido.

La Merced, Cidade do México

🍍🍍🍍🍍🍍😂

A post shared by Claudia Ban Toledo (@claudiabant) on

Por que visitar: Com 150 anos de história, o La Merced é uma verdadeira aula sobre a culinária mexicana. O mercado possui cerca de 3.000 barracas e entre as iguarias oferecidas, a sopa vermelha – feita com pimenta e estômago de vaca – está entre as mais procuradas.

Borough Market, Londres

A post shared by @iker_avellanal on

Por que visitar: O Borough Market é o mercado mais antigo de Londres e por lá, além da culinária local, é possível provar comidas de diferentes partes do mundo, como, por exemplo, a etíope.

Ferry Plaza Farmer’s Market, São Francisco

A post shared by st.donat (@st.donat) on

Por que visitar: Se quiser comer um delicioso hambúrguer americano, o Ferry Plaza Farmer’s Market oferece algumas opções imperdíveis.  Além dos hambúrgueres, produtos frescos, como cogumelos e tomates, estão entre os alimentos mais procurados por quem visita o mercado. Artistas de rua costumam se apresentar em frente ao prédio. E, ali perto, você pode apreciar uma vista espetacular da Oakland Bay Bridge. Também pode alugar uma bicicleta para passear pela cidade ou tomar um ferry em direção a Sausalito, no outro lado da baía.

Or Tor Kor Market, Bangkok   

#OrTorKor #bangkok 🇹🇭🌶 #parlabkk

A post shared by Katie Parla (@katieparla) on

Por que visitar: O mercadão mais antigo de Bangkok – e também o mais limpo – oferece aos seus visitantes uma infinidade de frutas e vegetais frescos.  O stir-fried noodles, um macarrão frito, é um prato que vale a pena provar.

Jemaa el Fna, Marrakech

Por que visitar: Quer conhecer as especiarias do Marrocos? A praça Jemaa el Fna, que funciona como um grande mercado a céu aberto, é parada obrigatória para descobrir mais sobre os costumes culinários da região. Além de ter muitas barracas de comida, ela está cercada por restaurantes. Para provar, o méchoui, cordeiro assado com sal e cominho, é um prato tradicional do país. Como bônus, você pode ver encantadores de cobras, fazer uma tatuagem à base de hena e observar tipos pitorescos, como os tradicionais vendedores de água marroquinos. Mas note que eles cobram se você quiser fotografá-los.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ao invés de ficar vangloriando o mercado dos outros, porque a Exame não Incluí o Mercadão de São Paulo, e o Mercado de Veropeso em Belém, que não devem nada a seus pares gringos, e na minha opinião são muito mais interessantes?