10 dicas para evitar o desperdício de comida

Quando a gente joga comida fora, acaba descartando também um monte de nutrientes. Veja como aproveitar melhor os alimentos

São Paulo – Da colheita, passando pelo transporte e pela redistribuição, até o cliente final (que pode ser a pessoa que vai a um restaurante ou os moradores de uma casa), desperdiça-se cerca de 60% de toda a produção alimentícia. Em casa, jogamos fora 20% de tudo o que compramos e consumimos. Com isso, cada pessoa gera, em média, um quilo de lixo por dia. Quem cita esses dados é Paloma Zaragoza, jornalista de formação e, hoje, chef de cozinha. Ela atua como voluntária na ONG Banco de Alimentos. “Isso despertou meu interesse sobre a questão da distribuição da comida e como fazer para combater o desperdício”, conta.

Pedimos à Paloma para elencar algumas atitudes simples, que podemos implementar em nosso dia a dia, para que o destino dos alimentos não seja o lixo. Confira:

1. Vá ao supermercado com uma lista de compras realista. Planeje somente três refeições completas por semana.

2. Para preparar a lista, aposte na técnica da dobradinha: se vai preparar macarrão à bolonhesa, então já imagine que essa bolonhesa pode virar chilli com carne no dia seguinte.

3. Compre o necessário mesmo. Ainda que o tomate esteja lindo, você não comerá um quilo dele, certo?

4. As compras na feira são complicadas porque muitas vezes não podemos levar meio alface para casa. Então vale a pena dividir o momento com os amigos. Além de evitar o desperdício, você consegue economizar.

5. Não precisamos mais estocar alimentos como antigamente, o que colabora com o desperdício. Então, comprar em pequenas quantidades e mais vezes na semana pode ajudar a entender a própria dinâmica de consumo.

6. A organização da geladeira faz diferença. Deixe na frente os itens que já começou a consumir ou com validade próxima do limite. Para trás, ficam os que possuem mais tempo de validade ou ainda estão fechados.

7. Sempre que chegar das compras, guarde as verduras e frutas nas gavetas corretas e congele parte dos alimentos que sabe que não irá consumir imediatamente. A geladeira e o freezer podem ser grandes aliados se souber entender e respeitar suas regras de uso.

8. Às vezes, pesamos a mão e realmente preparamos mais comida do que o necessário. Para evitar isso, utilize medidores de macarrão e de porções, por exemplo.

9. Se cozinhar a mais, congele o que restou ou já pense em receitas que pode fazer no dia seguinte com os mesmos alimentos.

10. O alimento deve ser respeitado como um todo. Claro que não dá para obrigar as pessoas a comerem as sementes da melancia e a casca de banana sempre. Mas é preciso entender as possibilidades de nutrição vindas dessas partes. Isso pode despertar uma nova relação com o consumo e o próprio alimento.