Zona do euro eleva capacidade de resgate para 700 bi de euros

Anteriormente, o fundo de resgate era de 500 bilhões de euros

Copenhague – A zona do euro aumentou o limite combinado de empréstimo dos dois fundos de resgate para 700 bilhões de euros nesta sexta-feira, ante 500 bilhões de euros anteriormente, segundo afirmaram ministros das Finanças do bloco em um documento.

Os 700 bilhões de euros serão formados por 500 bilhões de euros do fundo de resgate permanente, o Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira (ESM, na sigla em inglês), e por 200 bilhões comprometidos sob os programas de resgate já existentes para Grécia, Irlanda e Portugal do temporário Fundo Europeu de Estabilização Financeira (EFSF, na sigla em inglês).

“O atual limite de empréstimo para o ESM/EFSF … será elevado para 700 bilhões de euros”, informou o documento, distribuído após negociações entre os ministros das Finanças em Copenhague.

“No total, a zona do euro está mobilizando uma barreira de proteção total de aproximadamente 800 bilhões de euros, mais de 1 trilhão de dólares”, disse o documento.