Xi será primeiro presidente chinês a comparecer a Fórum de Davos

Fórum Econômico Mundial de Davos deste ano deve ser dominado pelo debate sobre indignação com a globalização e sobre a presidência de Donald Trump

Pequim – O presidente Xi Jinping vai se tornar neste mês o primeiro chefe de Estado da China a ir ao Fórum Econômico Mundial de Davos, após o Ministério de Relações Exteriores ter confirmado nesta terça-feira presença dele na reunião anual realizada nos Alpes Suíços.

O fórum deste ano deve ser dominado pelo debate sobre indignação pública com a globalização e sobre a presidência de Donald Trump, que venceu a disputa pela Casa Branca em parte com promessas de tirar os EUA de acordos comerciais internacionais e aumentar impostos sobre produtos da China e do México.

Xi será uma das principais presenças do evento, que acontecerá de 17 a 20 de janeiro, junto a outros líderes políticos, presidentes de empresas e celebridades. A China se identifica como uma defensora da globalização.

O presidente viajará para a Suíça de 15 a 18 de janeiro para uma visita de Estado e irá ao encontro em Davos, disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, em uma costumeira entrevista à imprensa.

O presidente também visitará os escritórios das Nações Unidas em Genebra, assim como a sede da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Comitê Olímpico Internacional, disse Lu. Ele não deu mais detalhes sobre a viagem.

Outros líderes globais, incluindo a chanceler alemã, Angela Merkel; e o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, não comparecerão.

Trump tomará posse em 20 de janeiro, no fim do encontro, mas alguns membros de sua equipe devem viajar a Davos.