Venda de cimento no País cresce 7,3% em 2011

Em dezembro, as vendas foram de 5,0 milhões de toneladas, um crescimento de 3,5% em relação a igual mês do ano anterior

São Paulo – As vendas de cimento produzido no País para o mercado interno atingiram 63,5 milhões de toneladas em 2011, o que representa um aumento de 7,3% ante 2010. Em dezembro, as vendas foram de 5,0 milhões de toneladas, um crescimento de 3,5% em relação a igual mês do ano anterior. A informação foi divulgada hoje pelo Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (Snic), baseado em dados preliminares da indústria e estimativas de mercado.

Em 2011, a maior parte das vendas ocorreu na Região Sudeste (21,6 milhões de toneladas), com alta de 7% ante o ano anterior. Em seguida, aparecem as regiões Nordeste (11,9 milhões de toneladas, alta de 6,3%) e Sul (9,4 milhões de toneladas, alta de 7,4%). As regiões Centro-Oeste (6,8 milhões de toneladas) e Norte (3,6 milhões de toneladas) concentraram o menor volume de vendas, mas apresentaram as maiores evoluções anuais, de 9,6% e 9,9%, respectivamente.

As vendas de cimento em dezembro de 2011 tiveram queda ante o mesmo mês de 2010 nas regiões Sudeste (0,3%) e Norte (1,2%). Já as regiões Sul, Nordeste e Centro-Oeste tiveram crescimento de 10,2%, 7,3% e 6,8%, respectivamente. Em comunicado, o Snic ressalta que os dados regionais não se referem ao consumo das regiões, mas sim às vendas de cimento por origem das fábricas.

Exportações

As vendas de cimento brasileiro para o mercado externo representam uma fatia bem menos expressiva que as destinadas para o mercado interno, conforme dados do Snic. As exportações somaram 44 mil toneladas em 2011, alta de 21,2% ante 2010. No último mês do ano passado, as vendas externas de cimento chegaram a 3 mil toneladas, crescimento de 35,5% ante o mesmo mês do ano anterior.