Galvão Engenharia vence leilão da BR-153 com 45% de deságio

Empresa ofereceu pedágio de R$ 4,97 em relação ao máximo de R$ 9,22 exigido pelo governo

São Paulo – A Galvão Engenharia ganhou hoje a concessão do trecho de 624 quilômetros da BR-153, que passa por 23 cidades entre Anápolis (Goiás) e Aliança do Tocantins (Tocantins).

A empresa ofereceu um pedágio de R$ 4,97 para 100 quilômetros, deságio de 45% em relação ao máximo de R$ 9,22 definido pelo governo.

O prazo é de 30 anos e os investimentos devem totalizar R$ 4,31 bilhões em manutenção, conservação e duplicação da rodovia – que deve estar concluída no prazo de 5 anos. 

Devem ser instaladas 9 praças de pedágio, mas ele só poderá começar a ser cobrado depois que pelo menos 10% da duplicação estiver concluída.

As outras empresas interessadas foram a Triunfo Participações. que ofereceu pedágio de R$ 9,12, e o Consórcio Norte-Sul, que ofereceu R$ 7,23.

PIL

A concessão de BR-153 é parte do Programa de Investimentos em Logística (PIL), anunciado em agosto de 2012 pelo governo federal.

Até agora, 6 dos 9 trechos de rodovia previstos foram à leilão: BR-050 (GO-MG), BR-163 (MT), trechos das BRs-060/153/262 (DF-MG), BR-163 (MS) e BR-040 (DF-MG), além da rodovia leiloada hoje. 

Os trechos ferroviários ainda não saíram do papel.