S&P rebaixa nota do Chile pela primeira vez em 25 anos

Segundo a agência, a mudança é devido à deterioração das finanças públicas e ao baixo crescimento econômico do país

A agência de classificação de risco Standard & Poors rebaixou, nesta quinta-feira (13), a nota de risco do Chile, devido à deterioração das finanças públicas e ao baixo crescimento econômico, passando de AA- a A+.

A perspectiva no país ainda é “estável”, segundo a agência.

“O prolongado e fraco crescimento econômico do Chile afetou sua arrecadação, contribuindo para alta do nível da divida do governo e corroendo o perfil macroeconômico do país”, disse o comunicado.

Essa é a primeira revisão negativa da dívida chilena em 25 anos.