S&P sobe nota da dívida argentina em moeda local

A agência manteve em "default seletivo" a dívida em divisas estrangeiras, à espera do desenlace das negociações entre Buenos Aires e os fundos especulativos

A Standard & Poors (S&P) melhorou a nota da dívida argentina em moeda local, uma demonstração de confiança dos mercados no presidente liberal Mauricio Macri.

A agência classificadora de risco manteve, no entanto, em “default seletivo” a dívida em divisas estrangeiras, à espera do desenlace das negociações entre Buenos Aires e os fundos especulativos que compraram seus títulos depois da moratória declarada em 2001.

A dívida em moeda local subiu um degrau, de CCC+ (risco elevado de não cumprimento de pagamentos) a B- (ainda abaixo da categoria especulativa, mas na qual o emissor tem alguma capacidade de cumprir com seus compromissos).