Quase cem bancos fecham na Rússia em 2016

Desde o dia 1º de janeiro, um total de 97 bancos perdeu sua autorização de exercer a função, informou o Banco da Rússia

As autoridades russas fecharam dois bancos nesta quinta-feira, o que eleva para 97 o número de entidades muito frágeis ou práticas duvidosas liquidadas neste ano com o objetivo de reforçar o setor financeiro.

Em comunicados separados, o Banco Central anunciou ter retirado a licença do Bank na Krasnykh Vorotakh, 275º do país por ativos entre cerca de 600, e do NKB (527o), porque eles não respeitavam a legislação sobre lavagem de dinheiro.

Desde o dia 1º de janeiro, um total de 97 bancos perdeu sua autorização de exercer a função, informou o Banco da Rússia à AFP.

O Banco Central faz há vários anos uma limpeza entre as centenas de entidades herdadas da instauração da economia de mercado há 25 anos.

O processo, custoso pelas indenizações que é preciso pagar aos depositantes, foi acelerado desde a crise monetária do final de 2014 e a recessão que a sucedeu.

Em três anos quase 300 bancos foram fechados.