Atividade de fusão e aquisição em 2014 é estável, diz PwC

Segundo a consultoria, foram realizadas 461 transações de fusão e aquisição durante o acumulado do ano

São Paulo – Foram realizadas 68 transações de fusão e aquisição (M&A, na sigla em inglês) no Brasil durante o mês passado, estima a PricewaterhouseCoopers (PwC).

Segundo a consultoria, o número é superior ao registrado no mês de julho nos últimos quatro anos.

Porém, no acumulado do ano, as operações estão estáveis em relação ao registrado no mesmo período no ano passado: entre janeiro e julho de 2014 foram efetuadas 461 transações.

Os fundos de Private Equity registraram 167 participações em transações de fusão e aquisição no País, encerrando o período de janeiro a julho com 36% de participação no mercado brasileiro de M&A.

Segundo a PwC, o perfil mais buscado no Brasil são as compras de participações majoritárias, que nos primeiros sete meses deste ano totalizaram 234 transações, ou 50,8% dos negócios efetuados.

A consultoria também pontuou em seu relatório que 59% das transações de compras de participação societária anunciadas no período tem investidores nacionais enquanto 41% receberam investimentos de origem estrangeira.

Setores

O setor de Tecnologia de Informação (TI) lidera as atividades de fusão e aquisição no País pelo sétimo mês consecutivo. Desde o começo de janeiro até o final de julho, 69 operações foram anunciadas nesta área.

No entanto, a PwC destaca em seu relatório que o movimento de M&A no Brasil continua tendo um perfil multissetorial.

De acordo com a consultoria, foram anunciadas 48 operações no setor de serviços auxiliares, 47 em serviços financeiros e 44 transações no varejo.