Preços do aço e do minério de ferro têm forte alta na China

Principal influência no mercado foi o movimento da China para fechar unidades produtoras de aço de qualidade inferior até ao final de junho

Manila – Os contratos futuros do aço e do minério de ferro negociados na China oscilaram perto de máximas de várias semanas nesta sexta-feira, registrando os maiores ganhos semanais desde novembro, em meio à determinação de Pequim para reduzir o excesso de capacidade siderúrgica.

A principal influência no mercado nesta semana foi o movimento da China para fechar unidades produtoras de aço de qualidade inferior até ao final de junho, uma vez que lida com um excedente e também com problemas crônicos de poluição.

O vergalhão mais ativo da Bolsa de Futuros de Xangai acabou fechando em baixa de 0,6 por cento, a 3.194 iuanes (463 dólares) a tonelada. No início da sessão, atingiu 3.247 iuanes, perto da máxima de três semanas de quinta-feira.

O produto subiu quase 9 por cento nesta semana, o maior avanço desde o final de novembro.

Já o minério de ferro negociado na bolsa de Dalian fechou em alta de 0,2 por cento, a 607 iuanes por tonelada, depois de atingir uma máxima de quatro semanas de 619 iuanes. O contrato subiu 11 por cento esta semana.

A demanda pela matéria-prima siderúrgica tem sido bastante estável, disseram operadores, com as usinas chinesas ainda buscando material de alta qualidade para lidar com os elevados preços do carvão.

O minério para entrega no porto de Qingdao teve poucas variações nesta sexta-feira, a 80,54 dólares a tonelada, de acordo com o Metal Bulletin.