Preços de alimentos no mundo sobem em maio, diz FAO

Alta de quase todos os produtos alimentares elevaram os preços nos mercados internacionais 10 por cento acima do mesmo mês do ano passado

Roma – Os preços globais dos alimentos subiram em maio em relação ao mês anterior após três meses de declínio, e a conta de importação de alimentos deverá crescer em 2017, informou a agência de alimentos das Nações Unidas nesta quinta-feira.

Maiores valores para todos os produtos alimentares, exceto o açúcar, elevaram os preços nos mercados internacionais 10 por cento acima do mesmo mês do ano passado, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

O aumento dos custos de transporte e os maiores volumes de importação devem elevar o custo de importar alimentos para mais de 1,3 trilhão de dólares em 2017 mundialmente, disse a FAO.

Este seria um aumento de 10,6 por cento em relação à conta de importação de 2016, apesar da ampla estabilidade em mercados abastecidos por grandes suprimentos de trigo e milho e maior produção de oleaginosas.

O índice de preços dos alimentos da FAO, que mede as mudanças mensais para uma cesta de cereais, oleaginosas, produtos lácteos, carne e açúcar, foi calculada em 172,6 pontos em maio, alta de 2,2 por cento em relação a abril.