PF investiga fraude de R$ 300 milhões contra o Fisco

Segundo a polícia, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em cinco endereços residenciais e em dois escritórios no DF

Brasília – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 4, uma operação contra suspeitos de uma quadrilha que teria fraudado o Fisco em, aproximadamente, R$ 300 milhões.

Segundo a PF, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em cinco endereços residenciais e em dois escritórios no Distrito Federal.

“Estima-se em aproximadamente 5 mil empresas de todo o país que teriam caído no golpe dos investigados nos últimos anos”, afirma comunicado divulgado pela polícia.

O golpe aplicado, de acordo com os policiais, era o seguinte: integrantes da quadrilha faziam empresários acreditarem que seria possível abater dívidas de impostos usando compensação com créditos tributários de terceiros.

“Convenciam as vítimas a entregarem a assinatura digital para entrar no sistema para pagamento de tributos e limpavam o campo de impostos a pagar da empresa, o que fazia desaparecer o débito da tela”, afirma o comunicado.

Além do Distrito Federal, a quadrilha também atuaria em outros Estados, afirma a PF. O valor da fraude, considerando todos os Estados, não foi calculado. “Pode-se chegar à casa dos bilhões de reais”, diz a nota da PF.

A operação foi batizada de “Alerta” para “sensibilizar o empresariado do golpe e, assim, evitar prejuízos vultosos tanto às empresas quanto à Fazenda Nacional”.