Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem inesperadamente

Pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 4 mil, para 232 mil em números ajustados sazonalmente, na semana encerrada em 13 de maio

Washington – Os novos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos caíram inesperadamente na semana passada e o número de norte-americanos com ajuda atingiu a mínima de 28 anos e meio, indicando aperto do mercado de trabalho.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 4 mil, para 232 mil em números ajustados sazonalmente, na semana encerrada em 13 de maio, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira. Economistas consultados pela Reuters esperavam avanço para 240 mil pedidos.

O relatório desta quinta-feira também mostrou que o número de pessoas que ainda recebem benefícios após uma semana inicial caiu em 22 mil, para 1,90 milhão, na semana encerrada em 6 de maio. Esse é o nível mais baixo desde novembro de 1998.