PEC 241 é fundamental para retomada da confiança, diz Firjan

O Sistema Firjan considera que o ajuste das contas públicas é um pré-requisito para que o processo de retomada sustentada da economia possa ser iniciado

Em nota divulgada hoje (11), a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) avaliou que a aprovação pela Câmara dos Deputados, em primeiro turno, ontem (10) à noite, da Proposta de Emenda Constitucional 241 (PEC 241), que estabelece limite para o crescimento dos gastos públicos por 20 anos, “é um passo fundamental na recuperação da confiança, cuja deterioração está na base do complexo quadro vivenciado no país”. A PEC 241 recebeu 366 votos a favor e 111 contra, com duas abstenções.

O Sistema Firjan considera que o ajuste das contas públicas é um pré-requisito para que o processo de retomada sustentada da economia possa ser iniciado. “Os problemas fiscais brasileiros são conhecidos e de natureza estrutural e, na essência, atacá-los significa fazer justamente o que o governo tem sinalizado”.

A entidade destacou ainda, na nota, que além do limite institucional para os gastos públicos, “é fundamental a aprovação de reformas estruturais, como a da Previdência e a que simplifica as relações de trabalho.”