Brasília - O Ministério do Planejamento informou nesta terça-feira, 1, que a estimativa das receitas extraordinárias em 2016 é de R$ 47,497 bilhões. A Pasta não detalhou quanto estava previsto para esse tipo de receita anteriormente.

Dentro desse valor, segundo a Pasta, foram incluídas "a título de medidas adicionais" alterações propostas na legislação tributária, como a entrada em vigor da CPMF, que ainda precisa de aprovação do Congresso, operações com ativos com reflexo na arrecadação tributária e a regularização de ativos mantidos no exterior.

No último caso, o impacto está distribuído no Imposto de Renda e em Outras Receitas Administradas.

Tópicos: Carga tributária, CPMF, Impostos, Economia brasileira, Imposto de Renda 2016, Imposto de Renda, Leão, Ministério do Planejamento