São Paulo - O sistema de previdência complementar aberta registrou ingresso de R$ 4,3 bilhões no mês de agosto, segundo levantamento da FenaPrevi, que representa 22 seguradoras e 13 entidades abertas de previdência complementar no país.

O volume é 14,52% maior do que a arrecadação verificada no mês de julho. No acumulado de janeiro a agosto, a previdência complementar aberta registrou ingressos de R$ 46,8 bilhões, volume 7,43% maior do que os R$ 43,6 bilhões registrados em igual intervalo de 2012.

A captação líquida (diferença entre a arrecadação e os resgates) dos planos de previdência privada aberta também fechou agosto com saldo positivo, de R$ 795 milhões. Em julho, o sistema havia registrado captação líquida negativa de R$ 396 milhões, a primeira da série histórica da previdência complementar desde 1995.

"Passamos por um período de acomodação em todas as modalidades de investimentos. O mercado como um todo está ajustando as expectativas ao novo cenário da economia", disse Osvaldo Nascimento, presidente da FenaPrevi, por meio de nota distribuída pela entidade.

Na análise por produto, os planos individuais foram o destaque, com arrecadação de R$ 3,8 bilhões, alta de 19,43% em relação ao mês passado. Já os planos empresariais e para menores registraram leve retração em agosto, quando comparados a julho.

Os planos para menores contabilizaram R$ 134,4 milhões em novos depósitos (- 4,44%) e os empresariais R$ 446,8 milhões (- 11,27%).

Tópicos: Aposentadoria, Previdência privada