Rio de Janeiro - O Índice Geral de Preços (IGP-M) registrou inflação de 1,02% na primeira prévia de setembro, taxa superior ao 0,13% da primeira prévia de agosto. O índice, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e usado no reajuste de contratos de aluguel, acumula taxas de 3,2% no ano e 3,9% em 12 meses.

A alta foi puxada pelos preços no atacado, medido pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), e no varejo, calculado pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC). A taxa no atacado passou de 0,15% em agosto para 1,42% em setembro. O IPC, que havia registrado deflação (queda de preços) de 0,04% em agosto, teve inflação de 0,2% em setembro.

O terceiro subíndice que compõe o IGP-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), registrou, na prévia de setembro, a mesma taxa da prévia de agosto: 0,33%. A primeira prévia do IGP-M foi calculada com base em preços coletados entre os dias 21 e 31 de agosto.

Tópicos: Aluguel, FGV, Empresas, IGP-M, Inflação, Estatísticas, Indicadores, Preços