Washington - Os preços de importados nos Estados Unidos subiram pelo segundo mês consecutivo em setembro, na medida em que o custo do petróleo aumentou, mas não há sinal de fortalecimento de pressões inflacionárias.

Os preços de importados subiram 0,2 por cento no mês passado, informou o Departamento do Trabalho nesta quarta-feira. Em agosto, houve alta de 0,2 por cento em agosto, revisado ante o dado original de que os preços ficaram inalterados.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que os preços aumentassem 0,2 por cento em setembro. Nos 12 meses até setembro, os importados caíram 1 por cento.

Excluindo petróleo, os preços ficaram estáveis ante agosto. Na comparação com setembro do ano passado, houve recuo de 1 por cento, a maior queda desde novembro de 2009.

Tópicos: Estados Unidos, Países ricos, Importações, Comércio exterior, Preços