Washington - Os preços ao consumidor dos Estados Unidos subiram modestamente em setembro, mas há poucos sinais de riscos da inflação na economia, o que deve dar margem ao banco central do país para manter suas compras de títulos mensais.

O Departamento do Trabalho informou nesta quarta-feira que seu índice de preços ao consumidor avançou 0,2 por cento no mês passado, com os preços da energia se recuperando, depois que o índice avançou 0,1 por cento em agosto.

Nos 12 meses até setembro, os preços ao consumidor aumentaram 1,2 por cento, a menor alta desde abril. Eles haviam avançado 1,5 por cento em agosto.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que os preços subissem 0,2 por cento no mês passado e que aumentassem 1,2 por cento ante o ano anterior.

Tópicos: Consumo, Estados Unidos, Países ricos, Preços