Onde o local encontra o global

São Paulo - O que torna uma cidade global?

Um dos elementos é o "soft power": a capacidade de influenciar baseada não na força, mas em valores e persuasão.

Isso nunca foi tão importante quanto hoje, quando atrair talentos se tornou um dos maiores diferenciais na produção econômica.

É o que diz o recente relatório "Cidades globais, talentos globais", da consultoria Deloitte, que parte de uma lista de cidades feita pela revista The Atlantic".

Ele tem dois pilares centrais. Um deles é a rede do mundo dos negócios, analisada com base em dados da BoardEx que permitiram acompanhar o movimento de 50 mil executivos e líderes do setor público de 40 mil organizações em 160 países.

O outro é a capacidade de criar e manter empregos intensivos em conhecimento, especialmente diante de uma Quarta Revolução Industrial marcada por automação massiva e necessidade de adaptação constante.

Veja quais são as 7 principais cidades globais do planeta e por que:

Tópicos: Cidades, Deloitte, Empresas, Globalização, Hong Kong, Metrópoles globais, Europa, Reino Unido, Londres, Nova York, França, Paris, Singapura, Talentos, Ásia, Japão, Tóquio