Washington - Uma medida de gastos do consumidor dos Estados Unidos subiu em setembro uma vez que os norte-americanos provavelmente compraram o novo iPhone da Apple e bens relacionados a lazer, mas a queda nas vendas de automóveis indica um crescimento econômico lento durante o terceiro trimestre.

O Departamento do Comércio informou nesta terça-feira que as vendas no varejo excluindo automóveis, gasolina e materiais de construção aumentaram 0,5 por cento no mês passado, após avanço de 0,2 por cento em agosto.

O chamado núcleo de vendas corresponde de modo bem próximo ao componente de gastos do consumidor do Produto Interno Bruto (PIB). Economistas consultados pela Reuters esperavam que o núcleo das vendas no varejo subisse 0,4 por cento em setembro.

Entretanto, os norte-americanos reduziram as aquisições de automóveis, cujas vendas recuaram 2,2 por cento, maior queda desde outubro do ano passado.

Com isso, as vendas gerais no varejo recuaram 0,1 por cento em setembro, a primeira queda desde março.

Tópicos: Consumo, Estados Unidos, Países ricos, Vendas