Brasília - A balança comercial brasileira fechará 2013 com um superávit magro de US$ 1,97 bilhão, conforme aponta a mediana do relatório Focus, divulgado nesta segunda-feira, 28, pelo Banco Central. A perspectiva de superávit de US$ 2,00 bilhões este ano foi substituída - esse patamar era aguardado não apenas na semana passada, como um mês atrás.

Já para 2014, o mercado está um pouco mais positivo, com a mediana da Focus para o saldo passando de US$ 8,20 bilhões para US$ 8,50 bilhões. Apesar da melhora, o resultado esperado pelos analistas um mês antes, era de US$ 10 bilhões.

A previsão mediana para o rombo da conta corrente seguiu em US$ 79 bilhões para este ano, mesma vista também há um mês. Para 2014, houve redução da previsão de déficit, com a mediana saindo de US$ 74,40 bilhões para US$ 73,35 bilhões. Quatro semanas atrás, a mediana revelava um resultado negativo de US$ 77 bilhões.

Apesar da piora do quadro externo, foi mantida a projeção de que o ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED) será de US$ 60 bilhões neste e no próximo ano, o que significa que o financiamento do déficit não será integral desta vez. Há 46 semanas, o mercado não muda esta projeção de IED para 2013 e há 63 semanas para o de 2014.

Já relação dívida/PIB passou de 34,55% para 34,50% tanto para 2013 quanto para o final do ano que vem, segundo os analistas consultados pela Focus. Um mês antes, estava essas taxas estavam em 34,70% também nos dois casos.

Tópicos: Balança comercial, Boletim Focus, Comércio exterior, Exportações