Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, suspendeu hoje temporariamente os benefícios comerciais que concede à Argentina devido à falta de pagamento de mais de US$ 300 milhões a duas companhias americanas após decisões judiciais favoráveis às empresas.

A medida, que entrará em vigor em 60 dias, suspende a Argentina do Sistema de Preferências Generalizadas (GSP, na sigla em inglês), que exime de tarifas as importações de milhares de produtos de países em desenvolvimento. 

Tópicos: Argentina, América Latina, Estados Unidos, Países ricos, Justiça