São Paulo - O Ministério Público do Trabalho (MPT) da 15ª Região, em Bauru, no interior de São Paulo, encerrou o inquérito civil para investigar o controle de jornada dos colaboradores que atuam na área de transporte da JBS, informou nesta quarta-feira, 30, a companhia por meio de nota.

A investigação foi encerrada depois que a JBS apresentou ao MPT seu sistema de envio automático de dados sobre viagens, folgas e intervalos dos motoristas por meio do rastreador do veículo.

O parecer que pediu o arquivamento do caso é do procurador do trabalho Luis Henrique Rafael.

Tópicos: Fiscalização, JBS, Carnes e derivados, Empresas abertas, Empresas brasileiras, Ministério Público