São Paulo - A reeleição de Dilma Rousseff está causando um verdadeiro êxodo de brasileiros ricos para Miami, de acordo com o Wall Street Journal.

Uma reportagem do jornal norte-americano diz que a presidente é "desprezada" pela elite brasileira e que desde a eleição em outubro cada vez mais pessoas estão tentando fixar residência ou abrir um negócio nos Estados Unidos, especialmente na Flórida.

"Os ricos e poderosos do Brasil têm comprado condomínios de luxo em Miami e se deleitado com surtos de compras em Bal Harbour há décadas. Mas em meses recentes, muitos brasileiros reagiram à reeleição da Sra. Rousseff procurando fixar raízes de longo prazo na Grande Miami e, em menor grau, em Orlando, Nova York e Boston", diz o texto.

Uma advogada local entrevistada pela reportagem diz que o número de ligações de brasileiros perguntando sobre vistos, compra de casas ou abertura de negócios cresceu 10 vezes desde a eleição.

O jornal conversou com dois brasileiros que fizeram a mudança recentemente e diz que a onda atual de imigração dos ricos também tem, além da "instabilidade política", outras causas, como a insegurança.

Nesse sentido, é bem diferente de outros momentos de êxodos, como nos anos 1980 e 1990, motivados por desemprego e inflação e mais fortes em classes mais baixas.

Cerca de um terço dos 3 milhões de brasileiros que vivem fora do país estão nos Estados Unidos. Mais da metade dos turistas em Miami vêm do Brasil. O fenômeno da mudança de brasileiros ricos para a cidade já havia sido tema de reportagem da revista EXAME antes da eleição.

Tópicos: Dilma Rousseff, Personalidades, Políticos, Políticos brasileiros, PT, Política no Brasil, Governo Dilma, Imigração, Miami, Wall Street Journal, Empresas