O déficit comercial dos Estados Unidos aumentou mais que o previsto em janeiro devido a uma desaceleração das exportações mais significativa que a das importações, segundo dados publicados nesta sexta-feira pelo Departamento de Comércio.

O déficit aumentou 2,2%, se situando em 45,7 bilhões de dólares em dados corrigidos por variações sazonais, enquanto os analistas esperavam que fosse de 44 bilhões.

Reflexo da morosidade da economia mundial, dos baixos preços do petróleo e do fortalecimento do dólar, tanto as exportações quanto as importações diminuíram ao seu nível mais baixo desde a primavera de 2011.

Tópicos: Déficit comercial, Câmbio, Dólar, Moedas, Estados Unidos, Países ricos