São Paulo - O Índice do Custo de Vida da Classe Média (ICVM), medido pela Ordem dos Economistas do Brasil, subiu 0,17% em julho ante junho.

No acumulado do ano, a alta é de 2,63% e, nos últimos 12 meses, de 5,81%.

O ICVM mostra a inflação para as famílias paulistanas que recebem de dez até 39 salários mínimos e abrange cerca de 20% da população da cidade de São Paulo.

A Ordem dos Economistas do Brasil aponta que há uma tendência mensal de queda do índice, bem como no período de 12 meses.

A alta mensal em maio foi de 0,27%, passando para 0,21% em junho e, por fim, para 0,17% em julho. Já no acumulado 12 meses, o índice passou de 5,89% em maio para 5,82% em junho e 5,81% em julho.

As maiores altas registradas em julho foram do grupo de Despesas Pessoais (0,73%), Habitação (0,46%) e Saúde (0,46%).

Já os grupos Alimentação e Transportes apresentaram recuos, de -0,27% e -0,50%, respectivamente, em julho ante junho. Educação e Vestuário permaneceram praticamente estáveis, com altas de 0,07% e 0,02%.

Dos 468 itens que compõem o ICVM, 257 (55%) aumentaram, 27 (6%) permaneceram estáveis e 184 (39%) produtos ou serviços tiveram queda de preços.

Tópicos: Classe média, Custo de vida, Inflação