Aguarde...

Ranking | 11/12/2012 06:15

Brasil é o mercado imobiliário mais “efervescente” do mundo

Preços no país tiveram a maior alta mundial em 12 meses, mostrou pesquisa

Germano Lüders/EXAME.com

Prédios comerciais na Av. Faria Lima, em São Paulo

Prédios em São Paulo: Brasil tem o mercado imobiliário mais efervescente do mundo, diz pesquisa

São Paulo – O Brasil tem o mercado imobiliário mais efervescente do mundo, segundo apontou uma pesquisa da consultoria imobiliária Knight Frank.

O Global House Price Index, índice de preços imobiliários no mundo produzido pela empresa, apontou que os preços no Brasil subiram 15,2% nos 12 meses até o terceiro trimestre do ano, maior alta global. Em seguida, ficaram os mercados de Hong Kong, com alta de 14,2% nos preços, e Turquia, com valorização de 11,5% nos imóveis. Embora os números do Brasil sejam os mais altos em 12 meses, o ranking muda em um período mais curto, de seis ou três meses.

Já na ponta contrária do ranking, a Grécia, em crise, registrou as maiores quedas nos preços, perdendo 11,7% no valor dos imóveis em 12 meses.

Confira o ranking da Knight Frank, organizado pelos dados em 12 meses. 

Colocação País Variação nos preços em 12 meses Variação nos preços em 6 meses Variação nos preços em 3 meses
Brasil 15.2% 6.3% 3.0%
Hong Kong 14.2% 14.1% 4.5%
Turquia 11.5% 6.9% 3.5%
Rússia 10.7% 5.6% 2.4%
*Colômbia 10.5% 5.7% 4.9%
Áustria 10.1% 0.2% 0.7%
China 7.7% 12.8% 4.6%
Malásia 7.3% 1.3% -1.8%
Noruega 7.0% 3.8% 0.6%
10º Islândia 6.6% 3.8% 0.7%
11º Índia 6.5% 3.9% 0.6%
12º Estônia 6.4% 4.0% 2.6%
13º Suíça 6.3% 0.9% 2.5%
14º Nova Zelândia 5.0% 2.9% 1.2%
15º Indonésia 4.2% 2.2% 1.0%
16º México 3.7% 1.9% 1.3%
17º Canadá 3.6% 3.7% 0.5%
18º Estados Unidos 3.6% 9.4% 2.2%
19º Alemanha 3.3% -3.2% -0.5%
20º *Bélgica 2.8% 0.6% -0.1%
21º *Luxemburgo 2.2% -1.3% 0.5%
22º Finlândia 2.1% 2.5% 2.0%
23º Dubai 2.0% 1.0% 0.0%
24º Letônia 1.7% 0.3% -0.2%
25º África do Sul 1.5% 6.2% 3.1%
26º Cingapura 1.1% 1.0% 0.5%
27º Coreia do Sul 1.1% -0.3% -0.5%
28º Taiwan 1.0% 4.4% -3.3%
29º *Marrocos 1.0% 1.0% 1.0%
30º República Tcheca 1.0% 0.8% -0.8%
31º Jersey 0.5% 2.6% -3.1%
32º Austrália 0.3% 0.9% 0.3%
33º *Malta 0.1% -3.3% -3.2%
34º *França -0.1% -1.2% 0.2%
35º Eslováquia -0.6% 0.4% 1.1%
36º *Ucrânia -0.9% 2.4% -7.1%
37º Reino Unido -1.6% 0.7% -0.6%
38º *Eslovênia -1.7% -3.1% 1.1%
39º Israel -2.0% -4.1% -3.3%
40º Bulgária -2.2% -0.3% -0.5%
41º Suécia -2.6% 1.3% 0.2%
42º *Lituânia -2.6% -1.1% -3.9%
43º Japão -2.6% -1.3% -0.6%
44º *Itália -3.5% -2.0% -1.0%
45º *Polônia -4.6% -2.5% -2.2%
46º Croácia -5.2% -3.3% -1.9%
47º *Dinamarca -5.4% 1.4% 1.0%
48º *Hungria -5.7% -2.9% 0.1%
49º *Chipre -5.9% -3.0% -2.0%
50º Portugal -7.0% -2.4% -1.2%
51º Países Baixos -7.9% -5.1% -4.7%
52º *Romênia -8.9% 3.1% -0.6%
53º Espanha -9.3% -4.9% -2.4%
54º Irlanda -9.6% -0.5% 1.5%
55º Grécia -11.7% -6.4% -3.6%

*Para Ucrânia, os dados são do 1º trimestre. Nos outros países destacados, a consultoria utilizou números do 2º trimestre

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados